Notícias

TRIGO – Valores abrem 2023 em baixa no Brasil, diz Cepea

O Cepea também traz destaques em relação ao açúcar e ao etanol

Foto: Freepik

 

As cotações internas do trigo iniciaram este ano em queda, devido à alta disponibilidade do cereal após a colheita de safra recorde no País, que terminou em dezembro.

 

Além disso, segundo pesquisadores do Cepea, as baixas expressivas dos preços internacionais na última semana e a desvalorização da moeda norte-americana – que reduz a paridade e favorece a importação – também pressionaram os valores no mercado doméstico.

 

Quanto à liquidez, as negociações de trigo e derivados ocorrem de forma lenta neste início de 2023.

 

AÇÚCAR

 

O mercado spot do açúcar cristal branco iniciou a primeira semana de 2023 com ritmo calmo de negociações e preços em queda. De 2 a 6 de janeiro, a média do Indicador CEPEA/ESALQ, cor Icumsa de 130 a 180, foi de R$ 135,69/saca de 50 kg, baixa de 1,43% em relação à da semana anterior (de R$ 137,67/sc).

 

Mesmo que a oferta disponível do tipo de melhor qualidade (Icumsa até 180) esteja restrita neste período da entressafra 2022/23, os preços da saca do cristal não se sustentaram devido à baixa demanda, uma vez que alguns compradores costumam estar de recesso no início do ano. Por esta razão, a liquidez captada pelos pesquisadores do Cepea nos últimos dias foi baixa.

 

ETANOL

 

A primeira semana de 2023 fechou com os preços dos etanóis hidratado e anidro em queda. Entre 2 e 6 de janeiro, o Indicador CEPEA/ESALQ semanal do etanol hidratado no segmento produtor do estado de São Paulo fechou a R$ 2,8092/litro (líquido de ICMS e PIS/Cofins – alíquota zerada), baixa de 2,77% frente ao do período anterior.

 

Para o anidro, o Indicador CEPEA/ESALQ fechou a R$ 3,2284/litro, valor líquido de impostos (PIS/Cofins – alíquota zerada), recuo menos intenso, de 0,34%. Segundo agentes consultados pelo Cepea, as vendas de gasolina nas bombas ainda se sobressaem às de etanol pela vantagem competitiva de preços, o que justifica a desvalorização do biocombustível nos últimos dias.

 

Conforme dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), entre 1º e 7 de janeiro, o combustível fóssil esteve mais competitivo que o etanol em todos os estados brasileiros, com média de R$ 5,07/litro, contra R$ 3,94/litro para o etanol.

 

*Informações do Cepea

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: