Notícias

Sindimate tem nova diretoria para a gestão 2021-2024

O Sindimate - Sindicato da Indústria do Mate no Estado do Paraná representa os interesses da categoria e de seus associados

Produção de Erva Mate em São Mateus do Sul. Foto: José Fernando Ogura/ANPr – 01/2019

O Sindicato da Indústria do Mate no Estado do Paraná (Sindimate) está com nova diretoria. Eleita em março, tem à frente a industrial Daniele Regina Steff de Lima. Ela substitui Márcia Regina Ranssolin da Silveira, presidente da gestão 2018–2021.

 

Daniele, que é engenheira de produção, já havia atuado no sindicato por dois mandatos, na função de delegada. Mas o interesse pela erva-mate é antigo e resultante do trabalho de seus pais, que fundaram, em 1985, a Ervateira Elizabeth, que hoje leva o nome de Damanoiza (formado pelas iniciais dos nomes da família da presidente – Daniele, Marisa, Noedi e Izabele).

 

Embora esteja há 15 anos na gestão da ervateira, agora, eleita presidente da entidade sindical, conta com grandes desafios ao representar mais de 100 indústrias. “Precisamos reconquistar diversos associados, mostrando as vantagens que eles terão ao fazer parte do Sindimate. Para isso, estamos avaliando com o Sistema Fiep novos benefícios em diversas áreas, além de firmar parcerias e convênios”, explica.

 

Outra iniciativa é reformular o estatuto para permitir a associação também de produtores, que representam um número expressivo na cadeia de erva-mate. “O trabalho do produtor é fundamental e não pode ser esquecido. Acreditamos que trazê-los para perto das indústrias e dos sindicatos será benéfico para todos”, completa.

GESTÃO DIVERSIFICADA

A nova diretoria mistura a garra de quem está chegando agora com a experiência de quem atua há muitos anos no sindicato. “Temos uma equipe de gestão bem diversificada, com vários membros novos e que estão há pouco tempo na indústria, e com outros que estão há mais tempo e que têm muito a contribuir. Acredito que essas trocas de experiências serão necessárias”, comenta a presidente.

Ela reforça, ainda, que o trabalho conjunto com a diretoria e com outros industriais será essencial para que as metas de sua gestão sejam atingidas. “Precisamos valorizar mais a erva-mate e trabalhar para ter um produto ainda mais inovador e competitivo. Mas ninguém faz nada sozinho e o apoio de todos os envolvidos é o que fará a diferença”, conclui.

O Sindimate Paraná foi fundado em 13 de abril de 1942 e foi um dos sindicatos que contribuiu para a fundação da Fiep. Localizada em São Mateus do Sul, importante polo da erva-mate no Brasil, a instituição representa, junto às autoridades administrativas e judiciárias, os interesses gerais da categoria e os individuais de seus associados.

DIRETORIA 2021 – 2024

Presidente – Daniele Regina Steff de Lima

Suplente presidente – Cristiano Ricardo Costa

Secretário – Clovis Luiz Buttenbender

Suplente secretário – Fernando Vaccari Toppel

Tesoureiro – Luiz Fernando Toppel

Suplente tesoureiro – Idal Moro

Conselho fiscal – Leandro Beninho Gheno

Conselho fiscal – Leandro José Reichert Feldmann

Conselho fiscal – Alisson Stempniak Staniszewski

Suplente Conselho fiscal – Valdeci Polidorio

Suplente Conselho fiscal – Noedi Urias Stinglin Steff

Suplente Conselho fiscal – Danilo Richartz Benke

Delegado – Fernanda Rebesco Griebeler

Delegado – Ignácio Maria Carrau Suparro

Suplente delegado – Elizabete Capeleti

Suplente delegado – Idal Moro

HISTÓRIA

Ao final da década de 1930, representantes das empresas mais atuantes do ramo reuniram-se para formar o Sindicato da Indústria do Mate no Estado do Paraná – Sindimate.

Essas empresas participavam do extinto Sindicato Patronal dos Exportadores da Herva Mate de Curitiba e fundaram o novo sindicato em 1941. Ao longo da sua história o Sindimate vem mantendo ações para aprimorar o relacionamento entre o capital e o trabalho, através da celebração de convenções coletivas com as entidades sindicais dos trabalhadores.

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: