Notícias

Safra de trigo do PR pode ser prejudicada por conta das frentes frias

Órgãos ainda não divulgaram a perspectiva do cereal pois ainda é muito difícil dimensionar as perdas de produtividade

Órgãos ainda não divulgaram a perspectiva do cereal pois ainda é muito difícil dimensionar as perdas de produtividade (Foto: Jaelson Lucas/AEN)

Os órgãos federais divulgaram atualizações sobre a safra nacional na última semana, incluindo a perspectiva para o trigo. Ambas instituições, IBGE e Conab, não fizeram alterações relevantes na expectativa de produção paranaense do cereal, apesar dos relatos cada vez mais frequentes sobre efeitos de geadas.

Isto acontece porque ainda é muito difícil dimensionar as perdas de produtividade, apesar de ser claro que a produção será prejudicada em virtude dos danos encontrados, como branqueamento de espigas ou formação incompleta dos cachos.

CONDIÇÕES DA LAVOURA

 

Segundo o relatório do Deral sobre condições e fases de lavoura, apenas 9% das áreas cultivadas começaram o enchimento de grãos (frutificação), expondo com clareza esses danos. Porém, é necessário que todas lavouras em fase suscetível atingidas pelas geadas (mais de um terço da área do estado) cheguem a esse estágio para um melhor dimensionamento, o que deverá acontecer próximo à atualização de safra mensal, em 26 de agosto.

Portanto, mesmo dez dias após as geadas, Conab e IBGE preferiram aguardar os números a serem fornecidos por este departamento, em vez de se precipitar fazendo um levantamento extemporâneo
de menor qualidade. Lembramos que os dados de ambos levantamentos federais são referentes a julho, apesar de divulgados agora. Por fim, são aguardadas duas frentes frias até o dia 26, que devem
trazer umidade sem frio excessivo, e devem ajudar na mensuração do potencial de safra após sua passagem.

 

Fonte: Deral

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: