Notícias

Recursos do Funcafé estarão disponíveis a partir desta semana

Produtores, cooperativas, indústrias e exportadores de café poderão procurar os bancos e cooperativas de crédito aptos a operar os recursos

Na semana passada, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) assinou os primeiros 14 contratos com os agentes financeiros que irão aplicar os recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé).

Os documentos foram assinados pela ministra Tereza Cristina. Com isso, a partir desta semana, produtores, cooperativas, indústrias e exportadores que trabalham com a cafeicultura poderão procurar os bancos e cooperativas de crédito aptos a operar os recursos.

Conforme destacado pelo Mapa, no total, 34 instituições financeiras que atuam com crédito rural – entre bancos e cooperativas de crédito – irão operar com o Funcafé.

O orçamento desta temporada está distribuído da seguinte forma: R$ 1,28 bilhão em custeio, R$ 1,77 bilhão em comercialização, R$ 1,08 bilhão em aquisição de café e R$ 504,4 milhões em capital de giro para indústrias e cooperativas. O montante resulta em R$ 4,64 bilhões.

Medida de apoio

Por recomendação do Ministério da Agricultura, no último dia 17 de agosto, o Conselho Monetário Nacional (CMN) reservou R$ 1,32 bilhão do Fundo para apoiar os cafeicultores que tiveram perdas com as geadas. A medida havia sido aprovada pelo Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) em reunião promovida dia 10 de agosto.

“Estamos aguardando o resultado do levantamento das efetivas perdas no cafezal, que está sendo realizado pela Conab [Companhia Nacional de Abastecimento], o que deve acontecer até o final do mês. Iremos tratar do assunto em reunião com os representantes do CDPC”, destaca o diretor do Departamento de Comercialização e Abastecimento do Mapa, Silvio Farnese.

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: