Notícias

Programa ‘Compra Direta Paraná’ é finalista de prêmio de boas práticas

O programa visa adquirir alimentos para restaurantes populares, cozinhas comunitárias, hospitais filantrópicos, entre outros

(Foto: José Fernando Ogura/AEN)

O programa ‘Compra Direta Paraná’ está entre os finalistas do Prêmio de Excelência em Competitividade 2021. A premiação do Centro de Liderança Pública (CLP), promove o reconhecimento de boas práticas desenvolvidas pelo poder público. O ‘Compra Direta’ é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

Neste ano, 280 políticas públicas de todo o Brasil foram inscritas no prêmio. Porém, dos seis finalistas, três serão vencedoras. Entre os critérios avaliados estão a inovação, competitividade, replicabilidade, sustentabilidade e equidade.

Conforme Márcia Stolarski,  chefe do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (Desan), o programa conseguiu mostrar o impacto positivo na vida da população.  “(….) como comprovam os resultados das avaliações internas que realizamos no ano passado. E hoje, se fortalece como política pública no Paraná”.

COMO FUNCIONA

O ‘Compra Direta’  visa adquirir alimentos destinados à rede socioassistencial. O que inclui restaurantes populares, cozinhas comunitárias, hospitais filantrópicos, entre outros. Além disso, também são atendidos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas).

Assim que, atestada a entrega dos produtos nas condições exigidas pelo edital, o Estado paga para a associação ou para a cooperativa habilitada.

SUSTENTABILIDADE E SAÚDE

De acordo com o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, esse é um meio de fortalecer as redes de comércio locais.

“Conseguimos fortalecer as redes de comercialização locais e regionais e estimular o cooperativismo e o associativismo, além de valorizar a alimentação saudável. O programa nasceu de uma preocupação com produtores rurais e consumidores durante a pandemia. E o prêmio reconhece a importância da iniciativa”.

PROGRAMA

O primeiro edital, em 2020, destinou R$ 20 milhões. Desse modo, aproximadamente 12,5 mil agricultores vinculados a 147 cooperativas ou associações de pequenos produtores participaram. Ainda, eles forneceram gêneros alimentícios a mais de 900 entidades, com estimativa de atendimento de cerca de 530 mil pessoas.

O Decreto 7.306, de 13 de abril de 2021, transforma o Compra Direta Paraná em uma política de Estado. Os recursos são do Fundo Estadual de Combate à Pobreza. Contudo, para este ano, está previsto um investimento de R$ 27 milhões.

Por fim, o programa contratou 148 cooperativas e associações da agricultura familiar. Sendo 18.052 agricultores, que estão entregando em 1.100 entidades. Ao todo, serão entregues 3.730 toneladas de 75 itens diversos.

*Com informações da Agência Estadual de Notícias.

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: