Notícias

Produtor de Hortifruti tem giro de mais de 100 mil plantas por mês, em Inácio Martins

O produtor Luiz Fernando Alves Cabral e família atendem grandes grupos com mais de 25 produtos de HF 

 

Um dos grandes, senão o maior produtor de Hortifruticultura da região de Inácio Martins, o jovem Luiz Fernando Alves Cabral (27 anos) e a família, vêem se destacando com números expressivos de produtividade.

 

Atendendo grandes grupos de supermercados e a merenda escolar, a propriedade localizada na comunidade Alemanha, interior de Inácio Martins, tem um giro de 130 mil plantas por mês.

 

O Boletim AgroRegional conversou com Luiz Fernando para conhecer mais sobre essa produção.

 

Com formação em técnico em agropecuária pelo Colégio Agrícola de Guarapuava, antes de investir em Hortifruti, Luiz trabalhou por sete anos em Lucas do Rio Verde (MT). Lá o contato foi com grandes culturas, algo bem diferente do que faz hoje.

 

 

Luiz Fernando e o pai Sebastião. Foto: Arquivo Pessoal

Há dois anos ele voltou para Inácio Martins onde a família mora desde 2011, e deram início ao projeto.

 

Na propriedade são cultivadas variedades de alface, couve, almeirão, além de acelga, escarola, rúcula, mostarda, brócolis e couve flor. Também são produzidas abobrinhas e pepino.

 

“Eu estudo bastante a área de HF, estou junto com um pessoal grande que me auxilia. Minha parte de formação ajuda muito. Eu tenho um conhecido vasto em parte de solos e tem meu viveiro, que vem umas mudas selecionadas para a região. Eles produzem mudas exclusivas pra gente e isso acaba destacando”.

 

As vendas são direcionadas para o setor público e privado. “Hoje a gente tem uma associação, chamada Associação Ebenezer, que ganhou a licitação de merenda escolar, uma licitação da Conab, Projeto Mesa Brasil, Compra Direta e o PAA do município. A gente entrega diretamente para as escolas estaduais e municipais e para doação”, comenta.

 

A propriedade também atende o Grupo Dalpozzo e Superpão. “A gente comercializa diretamente com os mercados. Hoje a gente tem colheita diária pelo tamanho que a gente é, e pela forma de atuar no mercado”, aponta Luiz.

 

Tecnologia com resultado

 

Na propriedade do técnico em agropecuária a tecnologia vem sendo uma importante aliada, gerando ganhos de diversas formas. Além de contribuir com a produtividade, também diminui a necessidade de um grande número de funcionários, deixando o negócio bem familiar, apesar da expressividade da produção.

 

“Hoje a gente está embarcando várias tecnologias. No sistema de irrigação, variedades. O meu viveiro manda muita variedade de testes para ver qual se destaca aqui. Então tenho muita coisa aqui que não saiu para o mercado ainda. Estou com umas variedades da Embrapa de couve-flor que ainda não saiu. Já tenho ela na minha área, a gente já está testando. Isso faz aumentar muito minha produtividade, porque quando sai para mercado eu já estou plantando há um bom tempo”, explica Luiz.

 

Números

 

Além da qualidade dos produtos, o que chama atenção são os números da produção. Conforme Luiz, são de 25 a 30 itens cultivados, gerando até 90% de aproveitamento da área plantada.

 

Com colheita diárias devido ao repasse a supermercados, o produtor conta que a colheita é muito abaixo do ciclo.

 

“Por exemplo, o alface, que por conta do frio produz com 55, 60 dias, a gente já chegou a colher alface com 21. No máximo 30 dias a gente já está colhendo. Nosso giro é muito rápido”.

 

Novidades

 

O desafio de atender redes de mercados e programas públicos deu a Luiz Fernando a visão de um crescimento planejado para o próximo ano. No entanto, o produtor destaca que desde o início do projeto a área cultivada vem sendo ampliada aos poucos.

 

O que desperta ainda mais a vontade de expansão é a demanda, que segundo ele, vem crescendo.

 

“Ano que vem vamos dar uma diversificada na área. Vamos ampliar a parte de fruticultura visando a merenda escolar e os mercados que a gente sabe que é muito carente da parte de fruta. Muita fruta hoje vem de fora”, conclui.

 

Texto: Daiara Souza

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: