Notícias

Prefeitura de Irati discute criação de cooperativa com agricultores

Conforme o prefeito Jorge Derbli, o município irá colaborar com o que for possível, dentro da legalidade, por meio da Secretaria de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar

Foto: Secom/Irati

 

Em reunião realizada recentemente, a Prefeitura de Irati debateu a criação de uma cooperativa com agricultores do município. O prefeito Jorge Derbli destacou que Irati precisa se unir com os agricultores na compra de insumos, na venda dos produtos e nos lucros, a exemplo do que ocorreu no passado, quando foi fundada a antiga Cooperativa Agrícola de Irati (Cooperati).

 

Ele ressaltou que o município irá colaborar com o que for possível, dentro da legalidade, por meio da Secretaria de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar. A Prefeitura também deverá fazer a cessão de uso de um terreno e a construção de um barracão para a cooperativa.

 

O secretário de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar, Raimundo Gnatkowski, mostrou a importância do cooperativismo para a agricultura. Ele citou que as cooperativas criam 20% de empregos a mais que as empresas multinacionais, e que 10 das maiores cooperativas do Brasil estão no Paraná. Além disso, das 20 maiores empresas do interior do estado, 13 são cooperativas.

 

Os agricultores salientaram a importância da implantação de uma cooperativa, dizendo que o trabalho deve ser feito com honestidade, transparência, organização e responsabilidade.

 

Já o coordenador do Programa de Reestruturação das Associações de Irati (PRAIR), Hélder Beal, destaca que 85% dos presentes na reunião aprovaram a criação da cooperativa, que deverá ter presidente, diretor geral, diretor comercial, departamento financeiro, pós-vendas, consultor, designer, cobrança, cobrança, atendimento e assistente.

 

A cooperativa também deverá criar um boletim informativo, com prestação de contas, notícias, qualidade e transparência.  Para Beal, a criação da cooperativa “é um ato de vontade da comunidade aderindo ao projeto e que o gestor público, no caso a Prefeitura de Irati, estará desenvolvendo seu importante papel de fomentador deste projeto, desejo da comunidade”.

 

Diversas reuniões devem ser realizadas com representantes das comunidades, divididos em 8 regiões, para discutir a proposta da cooperativa, fazer entrevistas e ouvir propostas de intenções dos futuros sócios.

 

Reuniões

 

– 23 de maio, das 19h às 21h, no salão da Igreja do Pinho de Baixo, envolvendo as comunidades de Caratuva I e II, Pinho de Baixo, Pinho de Cima, São Miguel, Serra do Papuã e Serra dos Nogueiras.

 

– 07 de junho, das 19h às 21h, no salão da Igreja de Linha B de Gonçalves Júnior, envolvendo as localidades de Alvorada, Barra Mansa, Campina de Gonçalves Júnior, Cruz Vermelha, Gonçalves Júnior, Invernadinha, Linha 13, Linha 5, Linha A, Linha B e Linha C de Gonçalves Júnior, Linha Ordenança, Linha Pinho, Linha Velha, Mato Queimado e Rio dos Coxos.

 

– 21 de junho, das 19h às 21h, no salão da Igreja de Rio Preto, com representantes das comunidades de Boa Vista do Pirapó, Coloninha, Pirapó, Rio Corrente, Rio Preto, Rio Corrente de Cima e Volta Grande.

 

– 05 de julho, no pavilhão da Igreja do Cerro da Ponte Alta, com produtores das comunidades de Cachoeira do Palmital, Cerro da Ponte Alta, Cerro do Canhadão, Faxinal do Rio do Couro, Faxinal dos da Luz, Faxinal dos Melo, Palmital, Pinhal Preto e Rio do Couro.

 

– 09 de agosto, no Centro Cultural do Guamirim, das 19h às 21h, com agricultores das comunidades de Água Quente, Arroio Grande, Barra do Gavião, Campina do Guamirim, Coloninha do Guamirim, Empossados, Faxinalzinho, Fazenda Gomes, Governador Ribas, Guaçatunga, Guamirim, Papuã dos Fiori e Taquari.

 

– 16 de agosto, das 19h às 21h, no salão da Igreja de Faxinal dos Antônios, envolvendo produtores das localidades de Água Clara, Água Mineral, Cerro do Leão, Faxinal dos Antônios, Faxinal dos Ferreiras, Faxinal dos Neves, Valeiros e Vista Alegre.

 

– 23 de agosto, das 17h às 21h, no salão da Igreja de Itapará, com produtores das localidades de Cachoeira de Cadeadinho, Cadeado Grande, Cadeadinho, Cadeado Santana, Campina Branca, Itapará, Jaguatirica, Linha B, Linha C e Linha D de Itapará, Linha E, Linha Iratizinho, Pinheiro Machado, Rio da Prata, Sobradinho, Valeiros de Itapará e Vista Alegre de Itapará.

 

– 30 de agosto, das 19h às 21h, nas dependências do CT Willy Laars.
Toda a documentação para a elaboração da ata de registro da cooperativa deve estar pronta até o final de 2022.

 

Participaram do encontro, além dos nomes já citados, o secretário de Planejamento e Inovação, João Almeida Júnior, um representante do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR), o presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), João Bonki, o assessor especial de gabinete, Edson Luiz Elias, engenheiros agrônomos e funcionários da Secretaria de Agricultura, além de agricultores das comunidades de Rio Preto, Pinho de Baixo, Arroio Grande, Governador Ribas, Rio do Couro, Linha Ordenança, Gonçalves Júnior, Pirapó, Guamirim, Campina, Lageadinho, Volta Grande e Pedra Preta.

 

***Secom/Irati

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: