Notícias

Pesquisadores do IDR-PR apresentam técnicas para otimizar o uso de fertilizantes

Recentemente, pesquisadores do IDR-PR divulgaram uma nota técnica sobre o uso racional de fertilizantes; acesse

 

 

Cerca de 100 pesquisadores, técnicos, produtores e estudantes participaram na manhã desta sexta-feira (8) do seminário “Estratégias para o uso eficiente de fertilizantes”, evento organizado pelo IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater) na ExpoLondrina.

 

 

 

“É um debate atual e de extrema relevância para o agronegócio paranaense e brasileiro que, certamente, não se encerra aqui”, disse a diretora de pesquisas do IDR-Paraná, Vânia Moda Cirino.

 

 

 

A pesquisadora Graziela Moraes Cesare Barbosa apresentou dados obtidos em mais de 30 anos de experimentação, iniciada no antigo Iapar (Instituto Agronômico do Paraná), que mostra a viabilidade do usar dejetos da criação de suínos, aves e bovinos para substituir, com vantagens, os fertilizantes químicos. “É possível utilizar os resíduos sem contaminar o solo e as águas em acordo com o ambiente e manter a produtividade”, disse ela, “mas é preciso usar com critério, e não como descarte”, alertou.

 

 

 

A importância de trabalhar o perfil do solo no sentido de favorecer o desenvolvimento das raízes das plantas e, assim, reduzir o estresse das lavouras para aumentar o aproveitamento de água e nutrientes foi o tema abordado pelo pesquisador Cezar Francisco Araújo Júnior. Dentre as diversas práticas possíveis para esse fim, ele destaca a manutenção do solo coberto. “A cobertura vegetal permanente é a chave do sucesso em sistemas de produção conservacionistas”, disse.

 

 

 

 

Já o pesquisador Luiz Antônio Zanão defendeu a necessidade de observar detalhadamente as características físicas, químicas e de biologia do solo. “Às vezes, nem é preciso fazer adubação com determinado nutriente”, ensinou.

 

 

 

Nota Técnica

 

 

 

Recentemente, pesquisadores do IDR-Paraná, incluindo os palestrantes do seminário, divulgaram uma nota técnica sobre o uso racional de fertilizantes. Interessados, podem baixá-la AQUI

 

 

 

A Nota destaca a diversidade da agropecuária paranaense e a importância do Estado como produtor de grãos e proteínas animais. Acentua, ainda, que o setor do agronegócio é um dos principais componentes da matriz econômica estadual. No entanto, pondera que a maioria dos solos apresenta elevada acidez e baixos teores de nutrientes. “Portanto, a correção da acidez do solo e a adubação são as práticas que historicamente proporcionaram maiores incrementos na produtividade da maioria das culturas nessas condições”, diz a nota.

 

 

 

O documento propõe estratégias de curto, médio e longo prazo para aumentar a eficiência no uso de fertilizantes. Primeiramente, destaca algumas práticas aconselháveis para determinados tipos de solo.

 

 

 

Uma delas é a calagem, técnica de preparo de solo com adição de calcário para neutralizar a acidez, ou a gessagem, que consiste no uso de gesso agrícola, rico em cálcio e sulfato, que melhora a exploração do solo pelas raízes. Com isso, aumenta a absorção de água e nutrientes pela planta.

 

 

 

Também ganha menção o manejo conservacionista do solo e da água, com uso de resíduos culturais e plantas de cobertura depositados na superfície para posterior incorporação biológica.

 

*IDRPR

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: