Notícias

Paraná institui Programa Estadual de Educação Ambiental

Entre os temas abordados estão temas: fauna urbana, funa vitimada, animais de companhia, animais da fazenda, fauna ameaçada de extinção, fauna marinha, abelhas nativas sem ferrão e turismo ecológico

Foto: Alessandro Vieira/SEDEST-PARANÁ

 

O Governo do Paraná instituiu, por meio do Decreto nº 11300/22 , o Programa Estadual da Educação Ambiental do Estado do Paraná (PEEAPR). O documento foi assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta sexta-feira (3), data em que se comemorou o Dia Nacional da Educação Ambiental.

 

“O cuidado com a biodiversidade é essencial agora e para as gerações futuras. Já temos políticas, ações e programas em diversas frentes e agora o Paraná dá mais um passo importante com o Programa Estadual da Educação Ambiental, que vai garantir outras ações não só no presente, mas também a médio e longo prazo” destacou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

 

O Decreto detalha as linhas de atuação da Política Estadual de Educação Ambiental, estabelecida pela Lei Estadual nº 17.505/2013 e regulamentada pelo Decreto nº 9.958/2014. Segundo o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Everton Souza, o novo decreto representa a efetivação de um trabalho que já vem sendo feito no Estado.

 

“O Governo do Estado tem feito muitas entregas nos últimos três anos e cinco meses, mas continuamos semeando as sementes para que toda a sociedade possa colher muitos frutos desse trabalho nos próximos anos e usufruir de um meio ambiente que todos nós merecemos”, disse.

 

 

Entre as diretrizes do PEEAPR estão a mobilização e a articulação das representações políticas estadual e municipal e, também, o fortalecimento do tema meio ambiente nos Sistemas de Ensino.

 

“Esse programa estabelece linhas de atuação e diretrizes para a educação ambiental formal e não formal, que serão executadas por diversas secretarias, como a da Educação e do Esporte, bem como tantas outras instituições e autarquias vinculadas ao Estado”, destacou o diretor de Políticas Ambientais da Sedest, Rafael Andreguetto.

 

A promoção da educação ambiental também conta com a participação de entidades da sociedade civil.

 

NA PRÁTICA

 

O Programa Estadual da Educação Ambiental é desenvolvido pela Sedest para o planejamento de estratégias que conduzam a novos planos, projetos e ações a serem implementados nas diferentes esferas da sociedade – setor público ou privado, organizações sociais, academia, entre outros.

 

Entre as linhas de atuação que a pasta já desenvolve está a disponibilização de cartilhas educativas voltadas ao público infantojuvenil. As Cartilhas Educativas da Mila foram produzidas com o objetivo de divulgar assuntos importantes da fauna, de maneira educativa e lúdica a esse público. Confira todas as vesões.

 

São oito temas: fauna urbana; fauna vitimada; animais de companhia; animais da fazenda; fauna ameaçada de extinção; fauna marinha; abelhas nativas sem ferrão e turismo ecológico.

 

Há também o projeto Trilha Ambiental, que disponibiliza painéis que simbolizam uma trilha com informações sobre cuidados com o meio ambiente, além de um jogo gigante de tabuleiro que faz um passeio ecoturístico pelo Litoral do Paraná e Serra do Mar, jogo gigante de dominó, pintura corporal com ilustrações de animais, entre outros jogos educativos.

 

Outra linha de ação da Sedest é a criação do Portal Conexão Ambiental, uma iniciativa para coletar e disponibilizar informações sobre boas práticas e ações para educação ambiental e sustentabilidade; disponibilizar materiais informativos, educacionais, conteúdo de projetos, estudos e boas práticas para educação ambiental no Paraná; fortalecer ações locais organizando e disponibilizando informações sobre experiências que visam a sustentabilidade e educação ambiental; estimular a cooperação e parcerias para ações que visem a sustentabilidade e educação ambiental entre as diferentes esferas.

 

 

***AEN-PR

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: