Notícias

Paraná finaliza plantio da segunda safra de feijão

De acordo com levantamento do Deral, a projeção é de 537 mil toneladas de feijão; preço subiu nos últimos dias

Imagem ilustrativa/AEN-PR

 

O plantio dos 272 mil hectares da segunda safra de feijão já está encerrado e a cultura se desenvolve de forma satisfatória em campo, o que leva à expectativa de colheita de 537 mil toneladas.

 

 

 

No entanto, março é entressafra, por isso o preço teve elevação nos últimos dias. A variação tem como causa fatores climáticos descritos no Boletim Semanal de Conjuntura Agropecuária referente à semana de 18 a 24 de março.

 

 

O documento é preparado pelos técnicos do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

 

 

 

No período de 14 a 18 de março, o produtor recebeu, em média, R$ 302,00/sc de 60 kg de feijão de cor, aumento de 10% em comparação à semana passada. Já o feijão preto foi comercializado a R$ 286,00/sc 60 kg, com aumento de 3% diante da semana anterior. Na opinião dos corretores e cerealistas, estes preços deverão se manter até a entrada da nova safra, apesar da dificuldade de repassar ao varejo, uma vez que o consumo está em baixa.

 

 

 

As chuvas mais frequentes na última semana também provocaram diminuição no ritmo de colheita da mandioca. Ela já vinha um pouco lenta pelo baixo teor de amido, resultado do período de estiagem no verão. Diante deste cenário, a disputa por matéria-prima entre as fecularias e farinheiras está acirrada e algumas precisam buscar o produto em regiões mais distantes.

 

 

 

***Seab

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: