Notícias

Paraná deve produzir 25,37 milhões de toneladas de grãos na safra de verão

Se as estimativas se confirmarem, o volume será 9% superior ao atingido na safra passada, enquanto a área é 1% maior

Se as estimativas se confirmarem, o volume será 9% superior ao atingido na safra passada, enquanto a área é 1% maior (Foto: Jaelson Lucas/Arquivo AEN)

O Paraná produzirá 25,37 milhões de toneladas de grãos na safra de verão 2021/2022, em uma área de 6,2 milhões de hectares. Se as estimativas se confirmarem, o volume será 9% superior ao atingido na safra passada, enquanto a área é 1% maior. Os dados são do relatório mensal divulgado nessa quinta-feira (28) pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

Segundo o documento, destaca-se o crescimento da área da soja, que deve ser de 5,62 milhões de hectares, 1% a mais do que no ciclo 2020/2021, quando foi de 5,59 milhões. A produção esperada é de 20,8 milhões de toneladas, 6% superior ao total colhido na safra 2020/2021.

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, avalia que, até o momento, a safra está correndo bem.

“Temia-se pelo La Ninã, mas veio um regime de chuvas mais intenso durante o mês de outubro, e já temos mais de 60% da área de soja semeada, um índice satisfatório se comparado aos anos anteriores”, afirmou.

OUTROS GRÃOS

Tanto o milho quanto o feijão da primeira safra estão na reta final da semeadura, com respectivamente 93% e 88% da área plantada. As perspectivas para a primeira safra de feijão indicam redução de 9% na área de plantio na comparação com a safra 2020/2021. “Ainda assim, a produção deve crescer 7% e somar 274,5 mil toneladas”, analisou o chefe do Deral, Salatiel Turra.

De modo geral, a safra paranaense tem um quadro satisfatório para as condições atuais, na avaliação do secretário Ortigara. “Grande parte das lavouras se apresenta em boas condições, ainda que as adversidades climáticas da última semana tenham prejudicado algumas áreas, que terão que ser replantadas, infelizmente trazendo custos para os nossos produtores”, afirmou.

ESTIMATIVA DOS CEREAIS

O relatório também traz informações sobre os cereais de inverno do ciclo 2020/2021. A estimativa de produção mostra uma perda de 289 mil toneladas de trigo em relação ao relatório do mês passado, que previa volume de 3,5 milhões de toneladas. Agora, estima-se uma produção de aproximadamente 3,2 milhões de toneladas.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: