Notícias

O mercado brasileiro de frango encerrou o mês de junho com margens operacionais ajustadas.

O fato de a carne de frango ser a proteína mais acessível para o consumidor médio deve contribuir para a alta nas cotações, entre outros fatores

O mercado brasileiro de frango encerrou o mês de junho com margens operacionais ajustadas. O movimento de queda no custo de produção, que perdurou por três semanas, acabou sendo anulado pela retomada dos preços do milho na última semana, em decorrência das fortes geadas ocorridas em áreas produtoras de safrinha.

 O alento para o setor, de acordo com o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Iglesias, é que os preços do quilo vivo e dos cortes de frango negociados no atacado reagiram ao longo do mês, em meio ao consumo doméstico aquecido no Brasil. “Também houve uma boa resposta nas exportações de carne de frango ao longo do mês”, avalia.

Nos cortes resfriados vendidos no atacado, o cenário também foi de modificações durante o mês de junho. No atacado, o preço do quilo do peito avançou de R$ 7,70 para R$ 7,90, o quilo da coxa de R$ 7,30 para R$ 7,40 e o quilo da asa de R$ 9,90 para R$ 10,10. Na distribuição, o preço do quilo do peito aumentou de R$ 7,90 para R$ 8,10, o quilo da coxa de R$ 7,50 para R$ 7,60 e o quilo da asa de R$ 10,00 para R$ 10,30.

 

Foto: Pixabay

QUILO VIVO NAS PRINCPAIS PRAÇAS DE COMERCIALIZAÇÃO DO BRASIL

O levantamento mensal realizado por SAFRAS & Mercado nas principais praças de comercialização do Brasil apontou que, em Minas Gerais, o quilo vivo subiu de R$ 4,90 para R$ 5,55. Em São Paulo o quilo aumentou de R$ 5,00 para R$ 5,55.

Na integração catarinense a cotação do frango mudou de R$ 3,50 para R$ 3,90. No oeste do Paraná o preço passou de R$ 4,90 para R$ 5,25. Na integração do Rio Grande do Sul o quilo vivo avançou de R$ 4,70 para R$ 5,10.

No Mato Grosso do Sul o preço do quilo vivo do frango subiu de R$ 4,80 para R$ 5,40. Em Goiás o quilo vivo aumentou de R$ 4,80 para R$ 5,40. No Distrito Federal o quilo vivo mudou de R$ 4,90 para R$ 5,50.

Em Pernambuco, o quilo vivo passou de R$ 5,70 para R$ 5,80. No Ceará a cotação do quilo subiu de R$ 5,70 para R$ 5,80 e, no Pará, o quilo vivo aumentou de R$ 5,80 para R$ 5,90.


Com informações da Agência SAFRAS

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: