Notícias

Milho tem maior previsão de aumento para a safra de verão no Paraná

Apesar das estimativas de perdas também aumentarem em relação ao ciclo anterior, o grão tem projeção de 32% de aumento na safra 2021/22

Ilustrativa

O Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná divulgou a primeira projeção para safra de verão 2021/22 nesta quinta-feira (26).

 

De acordo com a projeção, haverá um aumento em 9% em relação ao que foi produzido no mesmo período do ciclo anterior, no Estado, com uma produção de 25.509.00 toneladas em 6,2 milhões de hectares.

 

 “Estamos dentro de uma estiagem terrível, estamos a poucos dias de começar a semear soja no Paraná, já começamos a plantar feijão, então há a tentativa de renovar a vida”, disse o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

 

MILHO

 

Ainda que as estimativas de perdas da segunda safra de milho, que é a mais importante em termos de rendimento no Estado, tenham sido aumentadas de 8,5 milhões de toneladas para 8,7 milhões, em decorrência do clima e de pragas, os produtores não desanimaram.

A cultura é a que tem maior previsão de aumento para a primeira safra 2021/22.

 

Pela estimativa do Deral, devem ser produzidas 4.116.200 toneladas. No ciclo anterior foram 3.115.200 toneladas, ou seja, há um aumento de 32%.

 

Em termos de área, os produtores aumentaram de 372,5 mil hectares para 422 mil hectares (+13%).

 

As chuvas dos últimos dias e as previstas até sábado (28), sobretudo nas regiões Oeste do Paraná e nos núcleos de Guarapuava e Ponta Grossa, devem fazer o plantio ganhar ritmo forte nos próximos dias.

 

Além disso, os preços estão muito bons, com valores em torno de R$ 90 a saca, e animam os produtores.

Confira a estimativa completa (Clique aqui)

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: