Notícias

MILHO – Chuvas recorrentes e constantes impactaram até o final de janeiro, impedindo um avanço maior na colheita

Na última semana observou-se uma piora nas condições das lavouras

Primeira safra de Milho 2020/21

A colheita da primeira safra de milho 2020/21 ainda caminha a passos lentos no Estado do Paraná. Temos em torno de 37% das lavouras em estágio de maturação, com uma parcela já em condições de colheita. As chuvas recorrentes e constantes impactaram até o final de janeiro, impedindo um avanço maior na colheita.

A expectativa, segundo o Simepar, é que tenhamos, pelo menos até 8 de fevereiro, uma trégua nas chuvas nas principais regiões produtoras de milho primeira safra, que são os núcleos de Ponta Grossa, Guarapuava e Curitiba.

Se confirmada, podemos ter um avanço maior na colheita nos próximos dias. Na última semana observou-se uma piora nas condições das lavouras. 71% da área total de 359 mil hectares apresentaram condições boas, enquanto 22% apresentaram condições medianas e 7%, condições ruins.

No mês passado tínhamos 79% da área em boas condições. As chuvas acima da média histórica podem impactar na qualidade do cereal que será retirado do campo e causar perdas.

Segunda safra Milho 2020/21

Nesta semana, o percentual plantado ficou em 1% e só deve ter um aumento significativo quando as condições permitirem uma colheita mais intensa da safra de soja. Apesar do plantio não evoluir, a comercialização futura atingiu mais de 780 mil toneladas, ou 5,8% da produção esperada para a safra. Este movimento é reflexo dos preços recordes que o cereal vem alcançando.

Fonte: Deral/PR

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: