Notícias

Fiscalizações e autuações fiscais é tema de palestra a empresários na Aciai

As operações financeiras da empresa quando bem estruturados aumentam a produtividade do negócio, evitando sanções e multas

 

As operações fiscais e obrigações tributárias fazem parte do dia a dia de todas as empresas. Com o objetivo de levar informações sobre o tema aos empreendedores, o advogado e especialista em Direito Tributário, Renato Hora, e o especialista em Controladoria e Finanças, Alexandre Nery, ministraram a palestra Fiscalizações e Autuações Fiscais, na Associação Comercial e Empresarial de Irati – Aciai na noite de terça-feira, dia 19.

 

O evento, que contou com grande presença de público, levou diversas informações de forma prática e resumida. Entre elas, um breve conteúdo sobre a carga tributária brasileira e mundial.

 

“O crédito tributário constituído no ano de 2020 pela fiscalização da Receita Federal atingiu o montante de R$ 177,3 bilhões, representando um valor 13,78% inferior em relação ao montante de R$ 205,6 bilhões constituído em 2019”, informou o advogado Renato Hora, ao compartilhar os dados divulgados pelo Governo Federal.

 

Outro item importante abordado pelo contador Alexandre Nery é de que “nas pessoas jurídicas, os procedimentos fiscais realizados no ano de 2020 concentraram-se nos setores de indústria, comércio e prestação de serviços, representando 73,49% do total do crédito tributário constituído pela fiscalização”, comentou.

 

Hora e Nery, também esclareceram sobre as atividades que mais geram risco de fiscalizações. “O planejamento tributário, confusão na interpretação e descumprimento das leis, regras e normativas sobre os procedimentos contábeis; a evasão fiscal (sonegação) na compra e venda; inexistência de um sistema eficiente de gestão tributária”, estiveram entre os principais pontos detalhados pelos profissionais.

 

A palestra trouxe ainda informações referentes a Receita Federal brasileira. “Em 2020 os procedimentos fiscais se concentraram no proprietário e dirigente da empresa, representando 43,61% do total do crédito tributário constituído pela fiscalização, seguido pelos funcionários públicos e aposentados, e na terceira colocação, os profissionais liberais”, citaram Hora e Nery.

 

 

 

 

Para concluir o tema, foi tratado sobre os caminhos para a regularização de pendências. “Uma das alternativas é a denúncia espontânea, que é quando ocorre o cumprimento das obrigações tributárias pelos contribuintes confessando seus débitos e por consequência afastar as multas incidentes sobre a obrigação tributária principal”, citaram os profissionais.

 

Para concluir, Hora destacou sobre como ocorre a defesa administrativa e compartilhou experiências profissionais ao longo da sua carreira, informações essas que também foram reforçados pela equipe do Escritório de Advocacia, Pinheiro Hora, que estiveram presentes no evento.

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: