Notícias

Expectativa é de produção de 3.300 mil toneladas de mandioca no Paraná

De acordo com o Deral, o Paraná deverá alcançar uma produção de 3.300 mil toneladas de mandioca na safra de 2020/21

De acordo com o Deral, o Paraná deverá alcançar uma produção de 3.300 mil toneladas de mandioca na safra de 2020/21 (Foto: Reprodução/Pixabay)

Com área de 142,6 mil hectares, o Paraná deverá alcançar uma produção de 3.300 mil toneladas de mandioca na safra de 2020/21. Até o final do mês de julho, a colheita já havia atingido 46% da área plantada.  Ou seja, aproximadamente 66 mil hectares, que resultou em cerca de 1.609 mil toneladas de mandioca. Assim sendo, uma produtividade de 24.379 kg por hectare.

Durante o mês de julho e início de agosto o clima continua muito seco prejudica os trabalhos de colheita e no plantio.  Atualmente, o cenário climático está deixando os produtores preocupados. Isso porque as severas geadas durante o mês de julho afetaram as manivas em alguns municípios. Além disso, a falta de chuva está atrasando a colheita e o novo plantio.

Diante deste fato, já se vislumbra uma redução da área de plantio para a próxima safra, podendo resultar em maior demanda de matéria-prima de outros estados, como já acontece com alguns empresários adquirindo a mandioca de São Paulo, Mato Grosso do Sul e até de Minas Gerais.

(Foto: Reprodução/AEN)

PREÇOS

Os preços que estavam de certa forma defasados durante os últimos meses, na semana passada já começaram a reagir. A média recebida pelos produtores na última semana foi de R$ 453,00/t, contra R$ 443,00/t no período anterior, o que significa 2,3% de aumento. A fécula, no atacado, foi comercializada na última semana a RS 70,00/sc de 25 kg, aumento de 1,3%, e a farinha por RS 94,00/sc de 50 kg, sem apresentar variação com relação a semana anterior.

Os empresários acreditam que esses preços poderão evoluir durante os próximos meses pelos motivos de escassez de mandioca e pelo alto preço do amido de milho que impacta nos valores de fécula.

FONTE: Deral

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: