Notícias

Evento do IDR-PR sobre feijão reuniu produtores de Irati e Rebouças

A tarde de campo ocorreu no dia 17 na localidade de Arroio Grande, em Irati. Agricultores conheceram mais sobre duas variedades

 

O Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR) Paraná – Unidade de Irati, realizou na terça-feira (17) uma tarde de campo sobre a cultura do feijão.

 

A ação faz parte do Projeto Centro Sul de Feijão e Milho e reuniu 38 pessoas, sendo 25 produtores rurais de Irati e de Rebouças.

 

O evento ocorreu na comunidade do Arroio Grande, na lavoura do produtor Jaciel Zaikevicz.

 

Durante a tarde foram apresentadas palestras sobre segurança alimentar, produtos biológicos e duas cultivares.

 

Ao AgroRegional, o engenheiro agrônomo do IDR em Irati, Flávio Cardoso Dangelo, destacou que foram apresentadas as variedades de feijão BRS esteio e IPR urutau e fez uma avaliação do evento.

 

“É esperado que os produtores conheçam e adotem tecnologias de produção, visando economia, respeito ao meio ambiente”, afirmou.

 

Variedades

 

A BRS Esteio é uma cultivar de feijão preto com alto potencial produtivo. Em relação à planta, é adaptada à colheita mecânica. A cultivar apresenta resistência à antracnose e tem reação intermediária à ferrugem.

 

 

 

Já a IPR Urutau, tem ciclo semiprecoce e, em média, pode ser colhida em 84 dias após a emergência. Outro fator de destaque é a boa resistência às recorrentes doenças que atingem lavouras de feijão. A cultivar também possui um potencial de produtividade, podendo passar de 4,5 toneladas por hectare.

 

O IDR de Irati pretende fazer, neste ano, outras ações como a tarde de campo realizada no último dia 17. “Um de milho, visando a alimentação e produção de grãos. E outro de feijão, para divulgar os materiais das três empresas oficiais”, contou o engenheiro agrônomo.

 

Confira mais fotos do evento

 

 

 

 

*Redação/ Fotos: IDR- PR Irati

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: