Notícias

Definição do preço do tabaco fica para janeiro

A primeira reunião, realizada, na segunda-feira (19), entre duas empresas e as entidades representantes dos fumicultores terminou em acordo

Foto: Jorn. Luciana Jost Radtke/Afubra

 

O primeiro encontro para a definição do preço do tabaco para a safra 2022/2023 encerrou sem acordo, para a frustração da representação e dos produtores.

 

Foram recebidas, individualmente, duas empresas cigarreiras e apenas a JTI propôs um reajuste sobre a tabela de preços da safra passada, aquém da variação do custo de produção. A BAT não apresentou proposta. A proposta das entidades, neste primeiro encontro, foi a variação do custo de produção mais cinco pontos percentuais para a lucratividade do produtor.

 

As reuniões de segunda-feira, 19 de dezembro, ocorreram na sede da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), em Santa Cruz do Sul/RS.

 

A comissão representativa dos produtores de tabaco é formada pela Afubra e pelas Federações da Agricultura (Farsul, Faesc e Faep) e dos Trabalhadores Rurais (Fetag, Fetaesc e Fetaep) do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Uma nova rodada de reuniões será marcada para meados de janeiro.

 

 

*Jorn. Luciana Jost Radtke/Afubra

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: