Notícias

Crescem as as exportações brasileiras de carne de frango

Segundo o Agrostat Brasil/MAPA, nos sete meses de 2021 as exportações brasileiras de carne de frango cresceram 15,1% em faturamento

Segundo o Agrostat Brasil/MAPA, nos sete meses de 2021 as exportações brasileiras de carne de frango cresceram 15,1% em faturamento (Foto: Reprodução/ABPA)

De acordo com a Agrostat Brasil/MAPA, nos sete meses de 2021 as exportações brasileiras de carne de frango cresceram 15,1% em faturamento, atingindo um montante de US$ 4,124 bilhões, em relação ao valor acumulado de 2020 (US$ 3,584 bilhões). Já em termos de quantidade exportada, observou-se um crescimento de 7,4% (2021: 2.591.258 toneladas e 2020: 2.413.442 toneladas).

No período analisado, o país exportou 97,7% de carne de frango na forma in natura – inteiros e cortes (2.532.608 toneladas) e apenas 2,3% na forma de industrializados (58.650 toneladas). Observou-se um crescimento de 7,2% no volume de carne de frango in natura exportada: 2021 (2.532.608 toneladas) e 2020 (2.362.875 toneladas).

DESTAQUE INTERNACIONAL

Do lado do faturamento do produto in natura, houve uma alta de 15% no acumulado de janeiro a julho do ano em curso (2021: US$ 3,962 bilhões e 2020: US$ 3,446 bilhões). O preço médio da carne de frango in natura exportada no acumulado de janeiro a julho foi 13,4% maior que o obtido no período anterior (2021: US$1.654,24/tonelada e 2020: US$ 1.458,24/tonelada).

Os principais destinos da carne de frango brasileira em 2021 (janeiro a julho), foram (volume/faturamento): 1º – China (377.893 toneladas e US$ 718,641 milhões), 2º – Arábia Saudita (254.496 toneladas e US$ 445,190 milhões), 3º – Japão (235.797 toneladas e US$ 432,017 milhões), 4º – África do Sul (182.776 toneladas e US$ 123,021 milhões), 5º – Emirados Árabes Unidos (181.398 toneladas e US$ 302,569 milhões), 6º – Filipinas (100.065 toneladas e US$ 92,436 milhões). 7° – Países Baixos (78.678 toneladas e US$ 16,352 milhões), 8º – México (71.093 toneladas e US$ 104,754 milhões). 9º – Iêmen (69.106 toneladas e US$ 104,680 milhões), 10º – Coreia do Sul (68.186 toneladas e US$ 118,983 milhões) e 12º – Hong Kong (64.151 toneladas e US$ 118,759 milhões).

EXPORTAÇÕES

No Paraná, maior produtor e exportador nacional de carne de frango, ocorreu um crescimento de 8,9% no volume exportado e de 11% no faturamento. Os números de sete meses de 2021 foram: (volume: 1.054.701 toneladas/faturamento: US$ 1,567 bilhões) e 2020 (volume: 968.914 toneladas / faturamento: US$ 1,412 bilhões). Para a carne de frango in natura paranaense, observou-se alta no preço médio exportado, de aproximadamente 15,7% (2021: US$ 1.654,24/tonelada e 2020: US$ 1.429,82/tonelada).

O Paraná, de janeiro a julho de 2021, continuou destacando-se no contexto nacional, com participação de 40,7% do volume exportado pelo Brasil e com 37,9% da receita cambial (US$), tendo como outros principais produtores e exportadores os estados de Santa Catarina (22,5%: volume e 24,3%: faturamento) e Rio Grande do Sul (15,9% do volume e 16,1%: faturamento).

Fonte: Deral

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: