Notícias

Conab analisa efeitos positivos das chuvas no trigo do Sul

Apesar da analise positiva, no Paraná, segundo a Conab, as chuvas foram insuficientes na metade norte do estado

 

Nas primeiras semanas deste mês, as chuvas favoreceram mais as regiões Norte e Sul do país.

 

De acordo com análise do último Boletim de Monitoramento Agrícola Cultivos de Verão e Inverno (Safra 2020/21), da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), no Sul as chuvas contribuíram para a recuperação do armazenamento hídrico no solo.

 

O Rio Grande do Sul foi o mais beneficiado, favorecendo as lavouras de trigo. O monitoramento foi divulgado na quinta-feira (24).

 

Já no Paraná, as chuvas foram insuficientes na metade norte do estado. Os cultivos de inverno, principalmente das lavouras em estágios menos avançados são os mais afetados.

 

A pouca chuva que ocorreu nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e no Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) foi favorável.  A chuva favoreceu as operações de maturação e colheita da 2a safra,  do milho e algodão, mas não os cultivos de inverno não irrigados.

 

De forma geral, pela análise de imagens de satélite, o desenvolvimento das lavouras de inverno nas principais regiões produtoras apresenta comportamento satisfatório e ascendente. A análise também reflete a maturação e a colheita do milho segunda safra em algumas regiões, apresentando comportamento do índice de vegetação em declínio, finalizando o calendário de colheita.

 

O boletim traz informações sobre as condições agrometeorológicas e do comportamento das lavouras. Para isso, conta com a colaboração do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e do Grupo de Monitoramento Global de Agricultura (GLAM), além da rede de informantes nas principais regiões produtoras.

 

As informações são da gerência de imprensa da Conab.

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: