Notícias

BNDES aprova mais de R$12 bilhões para o Plano Safra 2021/2022

O investimento será para os três primeiros meses do Plano Safra 2021/2022, distribuídos em 59 mil operações de crédito

O investimento será para os três primeiros meses do Plano Safra 2021/2022, distribuídos em 59 mil operações de crédito (Foto: Reprodução/Pixabay)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já aprovou entre julho e setembro R$ 12 bilhões, distribuídos em cerca de 59 mil operações de crédito. A cada plano safra, o volume de recursos disponibilizados pelo Banco nos Programas Agropecuários do Governo Federal (PAGFs) tem sido em torno de R$ 20 bilhões.

Os limites orçamentários desses programas são definidos pelo Ministério da Economia (ME), pois contam com subvenção econômica pelo Tesouro Nacional. A produção agrícola aquecida, o câmbio favorecendo exportações e a forte demanda externa vêm contribuindo para a ampliação da busca por crédito e, assim, alguns dos programas sob gestão do Governo Federal encontram-se com protocolo para novas operações suspensos, em virtude do comprometimento da dotação orçamentária, como Inovagro, Pronamp, PCA e Moderfrota, dentre outros.

No entanto, o BNDES permanece disponibilizando crédito aos produtores rurais e suas cooperativas por meio de outras soluções próprias. Dentre as quais, destaca-se o programa BNDES Crédito Rural, que garante perenidade na oferta de recursos ao setor. Isso é possível pelo fato do programa não contar com subvenção do Tesouro Nacional e, portanto, não estar sujeito a limite orçamentário dado pelo Ministério da Economia. Mesmo sem nenhum ônus para a União, ele oferece condições competitivas, inclusive com a possibilidade de taxa pré-fixada e prazos alongados.

Desde seu lançamento, em março de 2020, foram aprovados R$ 4,9 bilhões no âmbito do programa, distribuídos em mais de 12 mil operações e repassados por diversas instituições financeiras, listadas neste link. Nesses três primeiros meses da Safra 2021/2022, o BNDES Crédito Rural aprovou cerca de R$ 661 milhões, distribuídos em mais de 1.300 operações.

Isso evidencia a relação complementar existente entre o BNDES Crédito Rural e os PAGFs. À medida que os últimos vão sendo consumidos e suspendendo o protocolo de novas operações, o BNDES crédito Rural acelera seu desempenho. Por isso, “a expectativa é de crescimento no volume de aprovações nos próximos meses. E o campo pode ter certeza de que recursos não faltarão no BNDES para aqueles que desejam realizar investimentos”, comenta Caio Barbosa Araújo, Chefe do Departamento da Área de Operações e Canais Digitais do BNDES.

Fonte: Agência BNDES de Notícias

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: