Notícias

Área plantada de feijão sobe 12% no Paraná, mas estiagem já afeta produção

A média de preço no mês de abril para a saca chegou a R$ 264 feijão cores e R$ 256 preto

A área plantada com o feijão na segunda safra é de 252.000 hectares, cerca de 12% superior à do ano passado, que foi de 225.000 hectares. A produção, que estava estimada em 491.000 toneladas, seria 83% superior, comparativamente ao volume de 268.000 toneladas colhidas na segunda safra de 2020.
Entretanto, as adversidades climáticas que mais uma vez afetam o Paraná, em praticamente todo o período de implantação da cultura, já provocaram significativa redução de safra. Até o final de abril, a redução, segundo o levantamento do Departamento de Economia Rural, foi de 93.000 toneladas, porém, como praticamente não choveu nos primeiros 10 dias de maio, certamente serão maiores.

 

SITUAÇÃO DA LAVOURA

Até o dia 11, a colheita já havia atingido 13% dos 252.000 hectares cultivados. Neste período, em função de longa estiagem, as lavouras apresentam as seguintes condições: cerca de 28% ruins; 44% como médias e 28% em boas condições. Já em relação às fases, aproximadamente 14% das lavouras estão em floração; 48% em frutificação e 37% em maturação. Isto significa dizer que 62% ainda estão suscetíveis à seca e ao frio, que já se manifesta durante os últimos dias.

 

PREÇOS

A média dos preços recebidos pelos produtores, no mês de abril/21, atingiu R$ 264,00/sc de 60 kg para o feijão cores e R$ 256,00/sc de 60 kg para o preto. Em comparação a abril de 2020, o feijão de cor registrou uma redução de 13%, enquanto o preto aumentou 34%. No período de 03/05/21 a 07/05/21, os preços apresentaram uma elevação de 3,7% para o tipo cores e 3% para o tipo preto, comparativamente à semana anterior.

 

Fonte: Deral/PR

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: