Notícias

Agricultores de Irati terão desconto em parcelas de financiamento

Em entrevista ao Boletim AgroRegional, o secretário de Agricultura Raimundo Gnatkoski explicou as regras para ter acesso ao benefício

Foto: pixabay

 

Produtores rurais de Irati, assim como de todo Brasil terão desconto em parcelas de financiamento do Pronaf, como forma de auxílio pelos prejuízos causados pela estiagem e ou granizo.

 

Essa é uma iniciativa do governo federal por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (Mapa), que negociou o rebate para o setor. Em Irati, segundo o secretário de Agricultura, Raimundo Gnatkoski, não há um número exato de quantos agricultores serão beneficiados, já que para conseguir o benefício é preciso alguns requisitos.

 

Em entrevista ao Boletim AgroRegional, Raimundo explica o que é, e como funciona esse desconto. “Esse benefício vem a partir de um decreto (1129/22), vigente de primeiro de janeiro a 31 de julho de 2022, dando 35% de desconto às prestações vencidas em 2022, seja do Pronaf custeio ou investimento. Do Pronaf custeio, somente terão direito aquelas pessoas que não acionaram o seguro agrícola. Aqueles que acionaram a foram beneficiados”, destaca.

 

Os produtores que pagaram as parcelas antes do decreto entrar em vigor também ficam de fora.

 

Conforme o secretário, esse rebate é fruto de um trabalho de pedidos feito pelos Estados mais atingidos pela seca, como Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que tiveram enormes prejuízos na produção. “No Paraná, o governador fez o decreto estadual da crise hídrica e ficou valendo para o estado todo. Mas não era somente isso. Se cada município não fizesse o seu decreto municipal, também não teria vigência dentro do município. E o município de Irati fez todo um levantamento com a Defesa Civil, secretaria de Agricultura, Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e também a Assistência Social e aí foi feito o decreto, que dá direito aos nossos agricultores terem esse rebate”, aponta.

 

Outro ponto positivo é que o dinheiro que o produtor vai deixar de pagar com esse de sinto vai ficar no município.

 

AÇÕES

 

Além da estiagem, a agricultura de Irati enfrentou outro problema no final do ano passado. De forma mais isolada, mas ainda assim trazendo prejuízos, o granizo deixou os produtores ainda mais preocupados.

 

“Estávamos em recesso, mas junto com a Defesa Civil, a secretaria fez todos levantamento. Nós tivemos uma ação da Prefeitura que adquiriu 500 sacas de sementes de feijão, ou seja 20 toneladas, que foram distribuídas conforme o levantamento. Foram 276 famílias beneficiadas”.

 

De acordo com ele, o feijão cultivado já está quase na fase de colheita. “O nascimento da semente da semente foi muito bom, cresceu muito bem”.

 

Outra ação foi o recurso que veio para aquisição de 328 cestas básicas, 179 eternites e 19 colchões que já foram licitados e serão entregues agora pelo bem-estar social à aquelas famílias atingidas pelo granizo que são prestadoras de serviços nessas comunidades. Tudo isso fruto de um trabalho da prefeitura, através da secretaria de Agricultura, da assistência social, da Defesa Civil e do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e Sindicato Rural que nos auxiliou na fiscalização dessa distribuição”.

 

DÚVIDAS

 

O agricultor que se enquadra nas regras citadas e tem dúvidas sobre este benefícios, deve ir até secretaria de Agricultura de Irati que receberá todas as orientações para solicitar o rebate.

 

Raimundo lembra que os produtores que têm o financiamento para investimento também estão contemplados desde que tenham feito o financiamento dentro do Pronaf.

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: