Guamiranga cria o 162º sindicato rural no Paraná

A representatividade rural do Paraná ganhou um reforço com a criação do Sindicato Rural de Guamiranga, no Sudeste do Paraná, que passa a fazer parte do Sistema FAEP/SENAR-PR. A fundação da 162ª entidade sindical rural no Paraná teve papel determinante da mobilização das produtoras rurais da região.

A assembleia inaugural realizada no dia 22 de abril, no Centro de Treinamento dos Agricultores de Guamiranga, reuniu mais de 70 produtores e líderes rurais, além de representantes do Sistema FAEP/SENAR-PR e autoridades da região.

Para o engenheiro agrônomo e produtor rural Dalnei Menon, de 32 anos, que assumiu o cargo de presidente, o Sindicato Rural de Guamiranga vai contribuir para as futuras conquistas na região, além da defesa dos interesses do setor. O dirigente vai, num primeiro momento, focar a atuação no âmbito da família rural, trazendo diferentes gerações para dentro da entidade. Além disso, a diretoria do sindicato já tem tratativas com o poder público para viabilizar uma sede e, posteriormente, contratar funcionários para prestar serviços aos produtores rurais e organizar cursos do SENAR-PR.

“Sabemos que boa parte dos agricultores e pecuaristas está focada em deveres que precisam cumprir, como pagar taxas, contribuições e fazer a documentação da propriedade. Mas precisamos colocar em pauta, também, os nossos direitos e lutar para usufruir deles. Quero convocar a comunidade do município e da região para se juntar a nós.” – Dalnei Menon, presidente do Sindicato Rural de Guamiranga

De acordo com João Lázaro Pires, gerente do Departamento Sindical do Sistema FAEP/SENAR-PR, Guamiranga é um exemplo a ser seguido por localidades que ainda não possuem seu próprio sindicato rural. “Os produtores locais, com essa mobilização feminina, conseguiram superar a falta de recursos com o poder da união. Mesmo com as dificuldades, colocaram o sindicato de pé. Tenho certeza de que, com esse espírito, vão fazer a entidade crescer e ajudar os produtores rurais do município e do Paraná”, projeta Pires.

Mobilização feminina

A criação do Sindicato Rural de Guamiranga passou pela mobilização das produtoras rurais da região. Desde 2021, o município conta com a comissão local de mulheres, ligada à Comissão Estadual de Mulheres da FAEP (CEMF). Naquele mesmo ano, durante a participação de mulheres de Guamiranga no Encontro Regional de Líderes Rurais realizado em Carambeí, nos Campos Gerais, surgiu a ideia de fundar o sindicato.

“Nós fomos amadurecendo a ideia, visitamos a FAEP e isso despertou ainda mais a vontade de fundar o Sindicato Rural de Guamiranga. Com ajuda da FAEP em cada etapa, chegamos até o tão esperado momento, em que fizemos a assembleia de fundação”, comemora Joceli Borgo, coordenadora local da Comissão de Mulheres de Guamiranga e uma das lideranças femininas que puxou o processo de criação do sindicato.

A coordenadora estadual da CEMF, Lisiane Czech, lembrou como a mobilização feminina tem transformado o engajamento dos produtores rurais junto ao sistema sindical rural paranaense. “É gratificante ver nascer essa entidade sindical, com tanta gente nova e engajada na causa da representatividade. Vemos que há um apoio sólido da comunidade e do poder público. Isso tudo graças ao empenho dos produtores rurais e, especialmente, das mulheres do município”, pontua Lisiane.

Serviço

Produtores rurais com interesse em começar o processo de criação de um sindicato rural podem entrar em contato com o Departamento Sindical do Sistema FAEP/SENAR-PR, no telefone (41) 2169-7958, para conhecer cada etapa que precisa ser cumprida. O suporte por parte do Sistema FAEP/SENAR-PR envolve questões administrativas e jurídicas, além dos trâmites em cartórios, elaboração de atas e o contato com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

*Sistema FAEP/SENAR-PR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *