Produção do milho com tecnologia e sustentabilidade é tema de Dia de Campo em Irati

Produtores rurais e técnicos se reuniram no “Dia de Campo do Milho”, em Irati, promovido pela Secretaria Municipal de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR), no dia 7 de março. 

O encontro incluiu palestras e demonstrações no campo e teve como objetivo fornecer assistência técnica aos produtores locais, buscando melhorias na produção.

O secretário de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar, Raimundo Gnatkowski afirma que a importância dos dias de campo é demonstrar na prática os resultados positivos que podem ser obtidos quando o agricultor busca implantar na propriedade a assistência técnica. “É uma oportunidade para os agricultores perceberem que têm apoio e acesso à tecnologia e que isso contribui significativamente para a sua permanência e sucesso na atividade agrícola”, explica.

Durante o evento foram abordados diversos aspectos relacionados ao cultivo do milho, desde o preparo do solo até o manejo das pragas, como a cigarrinha, que tem representado um desafio para os produtores da região. O engenheiro agrônomo do IDR Paraná, Flávio Cardoso D’Angelo relata que ela causa uma doença complexa que tem motivado diversas pesquisas para encontrar métodos eficazes de controle.

“A cigarrinha é vetor de uma doença chamada enfezamento do milho que tem afetado as plantações na região. E como ela tem o poder de migrar de uma cultura para outra porque consegue voar distâncias muito longas, é um problema que tem que ser encarado com a comunidade e não apenas individualmente. Ainda estamos em busca de soluções efetivas para esse problema, já existem híbridos de milho que apresentam resistência ou tolerância a essa doença, porém, não estão disponíveis para todos”, explicou D’Angelo.

O Dia de Campo foi realizado na propriedade de Miecislau Teleginski que tem como atividade principal a bovinocultura de leite e planta milho para a alimentação dos animais. Há alguns anos, Teleginski conta com a assistência técnica do IDR Paraná e da Prefeitura de Irati e vem colhendo bons resultados. “Com o acompanhamento a produção melhora bastante. Então, muitos agricultores não aproveitam eventos como esse, mas eles acabam se prejudicando. Com o resultado que temos aqui, acredito que vale muito a pena trabalhar junto com os técnicos”, destaca.

Outro ponto que foi destaque no Dia de Campo foi o cuidado com a proteção de fontes. Na sua propriedade, Teleginski tem três nascentes protegidas que são essenciais para o uso na produção do leite. O agricultor ressalta que a atenção para preservação da água foi algo que aprendeu desde a infância com seus pais e que dá continuidade até os dias de hoje, agora também, com apoio da Prefeitura em um dos pontos.

*Secom Irati

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *