Escassez de trigo de qualidade no Brasil impulsiona importações

Em meio à baixa oferta de trigo com qualidade no mercado doméstico, as importações brasileiras do cereal estão aquecidas. De acordo com o Cepea, até a terceira semana de fevereiro, às compras nacionais do produto somavam 383,95 mil toneladas. Em fevereiro do ano passado foram 291,63 mil toneladas adquiridas em todo o mês, conforme dados  da Secex. 

Segundo pesquisadores do Cepea, ainda que muitos agentes de moinhos se mostrem abastecidos, os compradores ativos no spot estão em busca de trigo com qualidade superior – no entanto, o clima desfavorável prejudicou o desenvolvimento da safra brasileira, elevando a importação do produto, sobretudo de países do Mercosul. 

Do lado vendedor, produtores estão focados no planejamento de área para a nova temporada. Pesquisadores do Cepea ressaltam que as perdas de produtividade observadas em anos recentes e os preços internos operando nos menores patamares desde 2020 podem desestimular a semeadura de trigo.

*Cepea/Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *