SENAR-PR e IDR-Paraná renovam parceria para capacitar técnicos e produtores

No dia 20 de dezembro o SENAR-PR e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná) assinaram um aditivo a um termo de cooperação firmado em 2020, que contempla a capacitação de técnicos, extensionistas e produtores rurais em dez programas do agronegócio. A renovação tem vigência até 2026, com investimentos na ordem de R$ 24 milhões. Participaram da assinatura o presidente do SENAR-PR, Ágide Meneguette; a diretora-técnica da entidade, Débora Grimm; o diretor presidente do IDR-PR, Natalino Avance de Souza; e o diretor de extensão rural, Diniz Dias Doliveira.

O termo de cooperação assinado em 2020 já incluía planos de trabalho nas áreas de agroecologia, bovinocultura de leite, energias renováveis, grãos sustentáveis e promoção social. Com a renovação, serão inseridos na parceria os programas de cafeicultura, fruticultura, olericultura, pinhão e turismo.

 “Os nossos produtores rurais e os profissionais envolvidos com o meio rural precisam de capacitação constante, para que a nossa agropecuária siga crescendo e se desenvolvendo. A continuidade desta parceria tem esse propósito, ainda mais que ampliamos a atuação”, destacou Meneguette. “A agropecuária do Paraná que ganha com a renovação deste trabalho conjunto. Afinal, precisamos reforçar as boas práticas no meio rural, pois temos o desafio de tornar o Estado cada vez mais sustentável”, complementa Avance de Souza.

Renovação do termo entre SENAR-PR e IDR-Paraná garante a capacitação no meio rural até 2026

A parceria entre as entidades abrange um conjunto de ações voltadas ao desenvolvimento rural sustentável do Paraná, com formação profissional e promoção social, qualificação e disponibilização da assistência técnica e extensão rural, realização de estudos e pesquisas, implantação de processos de inovação e protocolos técnicos e desenvolvimento de sistemas compartilhados de informação.

Segundo Débora Grimm, diretora-técnica do SENAR-PR, o termo de cooperação visa dar continuidade às melhorias promovidas para a competitividade da agricultura nas propriedades rurais paranaenses, gerando mais qualidade de vida, renda e sustentabilidade. Dentro da parceria, o SENAR-PR contribui para a capacitação do corpo técnico do IDR-Paraná, preparando os profissionais para, posteriormente, repassarem conhecimento aos produtores rurais.

“O IDR-Paraná já é nosso parceiro há muitos anos, mas esse modelo de trabalho nos deu a possibilidade de pensar e executar ações juntos, de forma alinhada e com um atendimento integrado. Nesta cooperação, o IDR realiza a assistência técnica e o SENAR-PR, a capacitação, tanto dos profissionais do IDR, como dos produtores rurais assistidos. Com isso, teremos, lá na ponta, um produtor mais qualificado para atuar no setor agropecuário do Paraná”, destaca.

Cada plano de trabalho vai contar com metas individuais, com previsão de desenvolvimento entre 2024 e 2026. No total, devem ser criados 26 novos cursos para compor o catálogo do SENAR-PR e cinco títulos serão atualizados. As capacitações vão contemplar mais de 1,2 mil técnicos e 8,7 mil produtores rurais, além de oferta de assistência técnica a 8,3 mil agricultores e pecuaristas do Paraná.

Detalhes

Além das capacitações de técnicos, extensionistas e produtores rurais, os planos de trabalho incluem metas específicas aos temas. Em Agroecologia, por exemplo, um dos objetivos é a formatação de cinco novos cursos para o catálogo do SENAR-PR: “Certificação – básico”, “Compostagem e manejo ecológico do solo”, “Produção de mudas de hortaliças”, “Sistemas agroflorestais – avançado” e “Metodologias de extensão rural”.

Em Bovinocultura de Leite, as metas listadas incluem a implantação e assistência de Unidades de Referência em pecuária leiteira no Paraná e aquisição de novos equipamentos. Já no programa de Energias Renováveis, o planejamento envolve a formatação dos cursos “QGIS” e “Geoprocessamento para projetos”, além do desenvolvimento de projetos de biogás e biometano. Para a área de Grãos Sustentáveis, o plano de trabalho compreende a instalação de Unidades de Referência com disponibilização de materiais instrucionais e aquisição de conjuntos de leitura automatizada de esporos de ferrugem asiática.

No programa de Cafeicultura, umas das novidades do aditivo, o plano inclui a formatação do curso “Torra de café” e o suporte às ações do Concurso Café Qualidade Paraná. Em Fruticultura, a lista de metas abrange a formatação de nove cursos do SENAR-PR, incorporando novas culturas ao catálogo, como maçã, frutas de caroço, frutas vermelhas, abacaxi, abacate, banana, mamão, goiaba e citros.

Em Olericultura, serão atualizados cursos do SENAR-PR, além da formatação de novos títulos (“Produção programa de hortaliças” e “Cultivo de hortaliças no método SPDH”) e instalação de Unidades de Referência, Quintais Produtivos e Unidades de Produção de sementes. O programa sobre Pinhão vai oferecer apoio a Unidades de Referência em pomares de araucária enxertada, realizando visitas e disponibilizando conteúdo técnico sobre o sistema de produção.

Por fim, o novo plano de trabalho em Turismo tem como objetivos a prestação de assistência técnica e desenvolvimento dos cursos “Organização da propriedade para o receptivo turístico”, “Boas práticas ambientais”, “Paisagismo e decoração rural” e “Desenvolvimento de produtos associados ao turismo”.

Balanço 2022/23

Em 2022 e 2023, foram realizados 347 cursos dentro do termo de cooperação com o IDR-Paraná, colaborando com a capacitação de mais de 6 mil técnicos, extensionistas e produtores rurais nas áreas de grãos, agroecologia, fruticultura, olericultura, bovinocultura de leite, promoção social e cidadania, agroindústria, café, entre outros.

*Sistema FAEP/Senar-PR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *