PIB do agro cai no 3° trimestre e acumula baixa de 0,91% em 2023

O PIB do agronegócio brasileiro, calculado pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), caiu 1,37% no terceiro trimestre de 2023, acumulando queda de 0,91% nos primeiros nove meses do ano.

Pesquisadores do Cepea/CNA indicam que, com base nesse desempenho parcial, o PIB do setor pode alcançar R$ 2,62 trilhões em 2023, o que corresponderia a 24,1% do PIB do País. Segundo pesquisadores do Cepea, o desempenho do agronegócio no terceiro trimestre foi afetado pelo recuo dos preços em todos os segmentos.

O resultado só não foi mais desfavorável devido ao desempenho de safra recorde no campo e ao crescimento na produção pecuária, laticínios e volume de abates. Esses fatores, por sua vez, resultaram em um aumento na demanda tanto para os segmentos de insumos quanto para os agrosserviços.

No primário, destacaram-se significativas reduções nos preços de importantes culturas, como algodão, café, milho, soja e trigo, assim como boi gordo, frango vivo e leite. Nas agroindústrias de base agrícola, ressalta-se as quedas nos biocombustíveis, produtos de madeira, óleos vegetais e na indústria do café, entre outros. Nas de base pecuário, as cotações mais baixas impactaram principalmente as indústrias de laticínios e de abate e preparação de carnes e pescados.

*Cepea

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *