Preços do trigo aumentam no Paraná devido à quebra de safra

Os preços de trigo recebidos pelos produtores paranaenses subiram 25% no último mês, passando de R$ 50,99 em outubro para R$ 63,72 em novembro. A informação consta no boletim semanal da conjuntura da agropecuária paranaense, divulgado pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab).

A valorização, segundo o relatório, é decorrente da quebra de safra no Paraná e no Brasil. No Estado, que é o segundo maior produtor em condições normais, a safra teve uma retração de 21% sobre o potencial, ficando estimada em 3,6 milhões de toneladas. 

Outro grande produtor, que poderia ter a maior neste ano, o Rio Grande do Sul teve sua produtividade reduzida pela metade com as chuvas excessivas, conforme dados da Conab. 

Santa Catarina, com problemas similares, também perdeu posições no ranking, deixando de ser o terceiro maior produtor. Mesmo com o excesso de chuvas castigando a produção no Sul, esta região ainda ofertará 84% do trigo brasileiro, cuja produção está atualmente estimada em 8,1 milhões de toneladas pela Conab. 

Esta produção é 23% inferior à da safra anterior (10,5 milhões) e aumentará a necessidade de importações para atender a demanda da indústria. Além dos desdobramentos da safra nacional, no mercado internacional as cotações têm mostrado uma reação, principalmente neste início de dezembro. Porém, com a possibilidade da entrada da safra argentina no Mercosul, o efeito dessa alta nos preços estrangeiros foi limitado no Brasil, que até tem verificado uma acomodação dos valores depois da alta de novembro.

*Redação/Seab

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *