Software Agrícola SSCrop garante gestão completa da propriedade rural

O campo nunca esteve tão informatizado e soube aproveitar tão bem a tecnologia como tem feito nos últimos anos. Não à toa que os números, sejam eles na pecuária ou na agricultura, têm batido recordes atrás de recordes. Mas, um ponto em comum está presente na esmagadora maioria das propriedades de sucesso, a gestão. 
 
Foi percebendo isso que o fundador e CEO da SSCrop, Nailton Ficagna, deu o primeiro passo para o que mais tarde se tornaria uma ferramenta de excelência na gestão de fazendas em pelo menos 17 estados brasileiros.
 
“É um software que já tem sete anos de mercado, mas eu trabalho com isso há mais de 20 anos e sou filho de produtor também. Quando nos propusemos a fazer uma ferramenta para gestão das fazendas foi focado na facilidade e no dia a dia, produtor não tem tempo para perder na frente do computador, então tinha que ser simples e objetivo, essa é nossa filosofia”, destaca Ficagna.

COMO FUNCIONA?
 
Com o SSCrop o produtor rural tem um controle total de todo o processo de produção, desde o início da safra, passando pelas receitas e despesas, até a parte operacional no recebimento de insumos, gestão da colheita e estoque. “É uma plataforma, sistema de rp de gestão totalmente web, e o cliente com o login acessa a plataforma de acordo com sua função. Por exemplo, o pessoal do financeiro vai ter acesso às questões financeiras, o pessoal da fazenda tem mais acesso à parte agrícola de estoques, tudo feito de forma independente, mas integrada. A medida que os dados vão sendo anexados, o sistema vai gerando o relatório para análise e tomada de decisão. Esse é um processo que é feito dentro do sistema”, explica o criador do software.
 
Ele trabalha de forma completa, apontando questões como índice de endividamento, custo por hectare, custo por cultivo, custo por talhão, produtividade por talhão e custo versus produtividade. Segundo o CEO Nailton Ficagna, são apontamentos que vêm nas análises do dia a dia e que dão embasamento aos produtores do panorama geral da propriedade. 
 
“Um dos nossos lemas é “produzir é importante, mas uma boa gestão maximiza o lucro”. É preciso ter na mão esses indicadores para que se possa tomar as melhores decisões. Em nossa plataforma é possível desde acompanhar o abastecimento das máquinas até o direcionamento e acompanhamento para a geração de notas fiscais”, pontua. 

Para o desenvolvedor da ferramenta, o principal retorno que o produtor tem ao adquirir o software é ter o negócio na mão, sabendo de forma consciente sobre todas as atividades que ocorrem. “Imagine um negócio onde todos sabem para onde a empresa está indo, principalmente os gestores. Se não há uma ferramenta para deixar claro para todos os envolvidos, cada um vai fazer de uma forma e como organizar isso? Com a plataforma todos conseguem participar do crescimento com informações baseadas em dados reais”, garante. 

PÚBLICO
 
Boa parte dos produtores que já utilizam o SSCrop tem um escritório na propriedade e são de médio e grande porte. O foco principal são fazendas produtoras de grãos, como soja, milho, algodão e feijão. “Temos também clientes de café, cana, fruticultura, mas nosso carro chefe são as fazendas de grãos de 500 até 15 mil hectares”, comenta Nailton. 
 
ATUAÇÃO
 
Com clientes em 17 estados, o SSCrop está próximo de atingir meio milhão de hectares geridos na plataforma. A maior concentração de clientes é no Matopiba, região que engloba os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, já que a empresa está localizada em Luís Eduardo Magalhães, cidade do Oeste baiano. Entretanto, os resultados de quem utiliza a plataforma tem proporcionado um avanço nos últimos anos, sobretudo para fora desta região. “Temos clientes em todas as culturas e conseguimos atender a todos de forma online e o setor de suporte faz viagens para alguns clientes estratégicos para fazer essa reunião de relacionamento”, aponta Ficagna.
 
O plano de expansão deste ano é abrir três filiais da SSCrop em pontos comerciais de relacionamento e chegar a sete em dois anos. “Hoje já somos relevantes, mas vamos ser talvez um dos principais players para software de gestão do agro dentro do país e nos sentimos muito honrados de contribuir para esse setor, porque nós viemos de lá e não vamos sair de lá”, afirma o CEO, destacando que no plano de expansão está a abertura de uma unidade no Paraná, estado já com um bom número de clientes.
 
RELACIONAMENTO
 
Um dos grandes diferenciais da SSCrop é o contato com o produtor rural. Para comprar a ferramenta basta acionar o setor comercial pelo site (sscrop.com) ou Instagram (@sscrop_software). Mas antes de fechar negócio, a equipe conversa com o produtor para entender suas necessidades e avaliar se o Sistema será necessário na propriedade. “Tendo a necessidade nós fazemos a proposta e o processo digital é todo muito simples, de contratação e disponibilização de logins por e-mail, e a partir disso
vai para o setor que faz a implantação que é bem detalhada com reuniões para conferir pontos de checagem. Todo o processo é acompanhado bem de perto”. 
 
CREDIBILIDADE
 
Nailton Ficagna aponta que a empresa conta com uma central no WhastApp que pode atender em até 1 minuto 30 segundo, otimizando o tempo do produtor. Ele acredita que a utilização de sistemas ainda é um tabu no meio rural, mas que há uma mudança ocorrendo no setor e que plataformas como a SSCrop têm ganhado mais espaço entre os agricultores. “Antigamente as pessoas pensavam “vou comprar um sistema de quem está aqui na região que possa vir aqui”, e nós passamos dois anos [em razão da pandemia] sem poder  e o negócio não podia parar. E isso facilitou para empresas como a nossa que mostrou que mesmo no digital conseguimos estar atendendo muito bem e até muito mais rápido do que se fosse fazer uma visita. Eu vejo que o produtor está aceitando muito mais isso”, frisou. 
 
Oportunizar que o agricultor tenha celeridade e controle nos processos de sua propriedade é uma das funções do SS Crop desde sua fundação. “O agro do Brasil é uma coisa de se orgulhar, é um setor que trabalha muito e todos os setores que estão envolvidos. Os desafios de alimentar toda a população mundial, o Brasil tem uma responsabilidade muito grande dentro disso de fazer acontecer. E vemos no dia a dia um investimento cada vez maior seja das empresas seja do agricultor em tecnologia em maior produtividade, maior gestão e tornar tudo isso possível. O agro do Brasil se move muito rápido”, reitera o CEO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *