Notícias

Planejamento previdenciário facilita o processo de aposentadoria

Com o planejamento, é possível corrigir essas falhas, evitando um possível indeferimento de pedido de aposentadoria na via administrativa.

Para quem trabalhou a vida inteira, nada mais justo do que uma aposentadoria digna, não é mesmo? Um assunto muito importante é o planejamento previdenciário, para esclarecer sobre o tema, conversamos com a advogada, Lorita Mª C. Cristo Krepki e seu esposo, também advogado João Carlos Krepki.

 

 

O planejamento previdenciário antecede o pedido de aposentadoria junto ao INSS. Esse serviço tem o objetivo de realizar um mapeamento da vida previdenciária do trabalhador, analisando de forma pormenorizada o extrato emitido pelo CNIS em comparação com as informações da Carteira de Trabalho, carnês de contribuição, análise das atividades desenvolvidas, legislação correta a ser aplicada em cada caso – podendo através de cálculos fazer uma estimativa de Renda Mensal Inicial (RMI), dentre outras questões”, esclarecem.

 

 

 

 

 

Os advogados avisam que planejar a aposentadoria hoje é evitar surpresas desagradáveis no futuro, pois é possível que o extrato do CNIS apresente falhas e omita determinados períodos de contribuição. A falta de informações como de vínculos de empregos e valores das contribuições podem acarretar diversos prejuízos. “Com o planejamento, é possível corrigir essas falhas, evitando um possível indeferimento de pedido de aposentadoria na via administrativa. Além do trabalhador saber qual é o melhor momento de se aposentar e com a melhor aposentadoria possível”, destacam.

 

 

A advogada Lorita e o advogado João, observam ainda, que a título de exemplo sobre a aposentadoria por idade híbrida. “Neste formato ela consiste na utilização do tempo de trabalho rural e urbano, outra situação é a aposentadoria por tempo de contribuição, onde existe a possibilidade de ter o tempo de lavoura acrescentado sem ter o trabalhador contribuído para o INSS. Cada situação possui regra própria, por isso é importante a análise detalhada de cada caso”, afirmam.

 

Fonte : AgroRegional

Comentários

Quer ficar por dentro de todas as notícias? Entre no nosso grupo do whatsapp: